Governo do Distrito Federal

Jogos Abertos de Brasília reúnem 2,5 mil atletas

Cronograma da competição está no site da Secretaria do Esporte. O acendimento da pira dos Jogos Abertos de Brasília na manhã desta quinta-feira (11) foi o grande momento na cerimônia de início da terceira edição do campeonato que envolve equipes das 31 regiões administrativas.

A honra foi da bicampeã paralímpica Shirlene Coelho (Londres 2012 e Rio 2016). Moradora de Vicente Pires, a atleta do lançamento de dardo formada no Distrito Federal conseguiu sintetizar bem o objetivo da competição: “Um momento de inclusão, de cidadania e de confraternização”.

Quem reforçou a opinião da bicampeã paralímpica foi outra medalhista, a secretária do Esporte, Turismo e Lazer, Leila Barros. Em um discurso bastante acalorado e emocionado, a ex-jogadora de vôlei ressaltou que, apesar das disputas, o esporte tem como finalidade formar o caráter do cidadão.

“Um atleta aplicado, justo e disciplinado é também um cidadão aplicado, justo e disciplinado”, enfatizou Leila, responsável por decretar hoje a abertura do torneio, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

De acordo com a Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer, cerca de 5 mil pessoas participaram das provas em 2015 e 2016. Na terceira edição, os Jogos Abertos de Brasília reúnem 2.580 participantes nas modalidades coletivas e 210 nas individuais.

Os representantes de cada uma das 31 regiões entraram ao som do Tema da Vitória, executado pela banda de música do Colégio Militar Dom Pedro II. O torneio segue até 28 de maio. Serão nove modalidades olímpicas e quatro paralímpicas.

Jogos abertos envolve as 31 regiões de Brasília

A colaboradora do governo de Brasília Márcia Rollemberg participou da solenidade e destacou a integração das regiões como um dos grandes aspectos positivos do evento. “É uma oportunidade não somente de competir, mas de conhecer outros atletas e de se reconhecer como brasiliense. Afinal, somos todos Brasília.”

As disputas ocorrem em nove modalidades olímpicas (atletismo, judô, ciclismo, natação, tênis de mesa, basquetebol, futsal, handebol e voleibol) e quatro paralímpicas (basquete em cadeira de rodas, atletismo, natação e tênis de mesa) com premiação para todas. O cronograma dos confrontos está disponível no site da Secretaria do Esporte.

 

Entre os inscritos estão as meninas do futsal representantes do Sudoeste. Larissa Alves, de 27 anos; Carolina Chieregatti, de 22 anos; e Luiza Carvalho, de 20 anos, entram no campeonato pela primeira vez, mas já sabem o que podem alcançar com a participação. “Mais do que medalhas e troféus, podemos ganhar visibilidade, abertura para patrocínios e crescimento técnico”, disse Larissa.

A promoção dos Jogos Abertos de Brasília é da Secretaria do Esporte, Turismo e Lazer, com patrocínio do Banco de Brasília (BRB) e do Sistema Fibra, além do apoio do Caixa Beneficente dos Bombeiros Militares do Distrito Federal.

Criança Candanga - Governo de Brasília